Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Da minha sexta-feira 13.

A sexta-feira 13 tem associado a si um estigma de pouca sorte, de ser um dia aziago. Eu cá acho isto um disparate, até porque gosto muito do número 13 (que foi sempre o meu número da escola) e também gosto das sextas-feiras (não gostamos todos?).
Esta sexta-feira 13 tem um gostinho especial: é o dia em que o N. vem de férias e vamos para o nosso castelo altaneiro. É a reunião da princesa (cof!cof!) com o seu príncipe e o seu fiel escudeiro. Vão ser duas semanas de felicidade conjunta.

Peripécias de uma sexta-feira 13.

Eu não acredito na superstição da Sexta-feira 13, até porque o 13 é o meu número preferido (um dos) e sempre foi o meu número na escola, o que não me roubou a sorte nos estudos. Mas hoje, tem sido um dia particularmente recheado de aventuras!

 

Começando pela noite, já vos tinha dito que não tinha dormido nada, andei às voltas e reviravoltas e o sono a passear não sei por onde. Lá me levantei a custo (sabem aquela altura em que íamos mesmo dormir um soninho bom?) vim para o PC trabalhar e quando dou por isso, faltavam 10 minutos para eu sair de casa e ir trabalhar e ainda não tinha almoçado.

A minha mãe pôs na cabeça que era sábado e estava descansadinha da vida. Como o almoço ainda demorava um bocadinho, acabei por comer uma sandocha com uma omelete às pressas e zarpei.

 

Ao chegar perto da escola, toquei no "stop" do autocarro para sair na minha paragem. Eu estava à porta mas o motorista é que se esqueceu de parar... Grunf! Acabei por sair a meio de uma estrada que é perigosíssima mas sobrevivi. Vou a subir a rua, começa a cair uma carga de água que, enquanto abro e não abro o micro chapéu de chuva, me deixa o cabelo numa lástima, parecia que me tinham entornado uma garrafa de óleo pela cabeça abaixo!

 

O dia correu bem, com os meninos certinhos e direitinhos e sem que eu precisasse de chamar a atenção de ninguém. Quando termino as aulas e venho a sair da escola, começa a chover a cântaros! E eu com um micro chapéu de chuva e com mais um extra: uma encomenda gigante que uma editora me mandou. Oh my God, tinha de ser logo hoje... Vá lá que a sorte esteve do meu lado e o autocarro não demorou a aparecer.

 

Quando saio do autocarro, já ao chegar a casa, torna a cair outra carga de água valente. Começo a andar apressadamente e assim que chego à porta do prédio toco à campainha... uma vez... duas vezes... três veeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeezes! Bolas, eu a pingar e a ficar ainda mais pingante e ninguém me abria a porta! Estavam a ouvir uma coisa na televisão e não pensaram que fosse eu. Sim porque ainda NÂO meteram na cabeça que à sexta-feira eu saio mais cedo...

Sexta-Feira 13 - Eu Não Sou Supersticiosa Mas...

Eu não sou superticiosa mas esta sexta-feira 13... começou bem!! :)

Este dia, dizem os superticiosos, é um dia aziago. é um dia em que só acontecem coisas menos afortunadas e até inexplicáveis.

Ora eu hoje, até agora à tarde, já tive algumas.

Começei logo de manhã ao vestir-me. Correu tudo bem até vestir as calças. Vesti as calças e quando fui apertá-las... pimba! Foi o fecho às urtigas! Com as minhas artimanhas, lá consegui resolver o assunto e remediar o fecho. Andou tudo bem até à pouco. Fui-me sentar... pimba! O raio do fecho abriu-se de novo. Mais uma sessão de zip e zap, pra cima e pra baixo até que acabei com ele de vez. Que falta que me fazem as calcinhas!!!

De tanto beber água, uma pessoa tem de ir várias ao wc.

Assim que acendi a luz... pimba! Explodiu...! Que susto que apanhei. Lá se foi a lâmpada e uma pessoa passou a ter que fazer as suas necessidades às escuras pois não havia lâmpada para substituir. Ainda pensei em levar uma vela mas... ná... desisti da ideia. E se pegasse fogo a alguma coisa? Afinal hoje é sexta-feira 13 ...:P

Bom tive de ir ao wc novamentebuscar uma coisa, dei uma traulitada num alguidar com água que me caiu toda em cima. Foi um banho de água fria e pêras! Com a escuridão do wc, nunca mais me lembrei do alguidar.

Será que isto é influência da sexta-feira 13 ou sou eu que sou assim tão desastrada?!?